Autores

Consulta Gratuita de Psicanálise

1º  Consulta é Gratuita

Atendimento

Pessoas de todas as idades

Individual com hora marcada
Semanal
50 minutos
Segunda-feira à quinta-feira
das 9h às 20h.

Há mais de 18 anos a Clínica da SBPI, vem oferecendo  atendimento psicanalítico a todas as classes sociais. Os contatos são feitos pessoalmente na secretaria ou através dos telefones 11-5549.6758. Em seguida é marcado uma triagem, ou seja, um primeiro contato pessoal, onde é feito um levantamento da queixa ou problemática da pessoa. Após este primeiro passo é feito um encaminhamento de acordo com horários e dias disponíveis e inicia-se o atendimento psicanalítico com profissional competente.

     As pessoas que procuram a clínica são pessoas das mais diferenciadas classes sociais, com problemas diversificados, como pânico, depressão, ansiedade, entre outros.  A clínica ainda possui profissionais que atendem crianças,  adolescentes, família e  terceira idade, de acordo com a real condição  financeira de cada um.

Como são as sessões?

As primeiras entrevistas (de uma a quatro) são destinadas à avaliação, e diagnóstico.

Nas sessões seguintes trabalharemos aplicando as técnicas e estratégias da Psicanálise.
O tempo de terapia depende tanto do tipo de problema que estaremos trabalhando, como também do quanto o paciente se dedica e reage a terapia.

Marque sua avaliação : 11.5549.6758 Com Fátima

Conheça nossos cursos EAD

Sobre o autor

SBPI

2 Comentários

  • Desejo saber qual o método que será utilizado para estudo da psicanálise on line,
    como um aluno sem curso superior pode cursar? Como o aluno fará sua análise particular? O preço mensal do curso é de R$ 299,00 e qual é o preço de cada seção de terapia, inclusive, quantas aulas e seções de terapia estão previstas por semana?
    No aguardo das respostas.
    Grata
    Rose Martins

  • Boa tarde,
    Tenho interesse de torna-me uma psicanalista, tenho curso superior. Como devo fazer? Onde procurar aqui em Natal? Quantos anos de curso?

    Agradeço desde já os esclarecimentos,

    Alexandrina

Comentário